Oi, meu nome é Gabriel Venzi, sou brasileiro, tenho 24 anos e sou fotógrafo há 4. Eu comecei a me interessar pela fotografia em 2012, inspirado pela minha mãe, que sempre teve um apreço por essa arte. Em 2013 tive meu primeiro contato com o Instagram, onde encontrei inspiração e conheci diversos trabalhos e artistas que me fascinaram. Meu primeiro real trabalho como fotógrafo começou no início de 2014, para um blog de moda local. Até então, eu tinha muitas incertezas sobre o que fazer profissionalmente, mas esse trabalho me fez encontrar na fotografia a satisfação de me enxergar realizado num futuro profissional. E o que começou como um hobby, com o tempo se tornou a única coisa que me vejo fazendo pelo resto da vida.

         Hoje em dia busco inspiração em leituras, filmes, histórias pessoais e nos trabalhos de fotógrafos, não necessariamente renomados, mas que representem uma visão emotiva da fotografia. Registrar momentos, emoções e desejos que nem sempre estão explícitos, requer tato e muita conexão humana, pois para mim é o maior e mais importante desafio de ser fotógrafo. É através dos sentimentos que nos conectamos com o que vemos.

 

         Não trabalhar somente com fotografia de moda, gera um equilíbrio no meu trabalho, pois dessa maneira posso conhecer muitas realidades, estar dentro de uma marca, conhecer seus ideais e o que ela representa, e aprender a vender um produto ou ideia através da minha fotografia. E em outro momento fotografar pessoas e buscar entender como elas se enxergam, e o que elas desejam. Afinal cada pessoa tem um pedido, um estilo, uma forma diferente de se ver. Isso me ajuda a expandir minha visão e ter intimidade com públicos diferentes, mas que se complementam.

         Em uma sociedade em constante mudança e evolução, que vive uma grande expansão da mídia, a fotografia é uma ferramenta política social capaz de moldar o que queremos para o mundo, fazendo as pessoas pensarem, colocando em pauta assuntos que devem ser debatidos e quebrando estereótipos defasados que desrespeitam indivíduos. Faço o meu melhor para representar de forma digna as pessoas e marcas que buscam meu trabalho. E acredito que isso pode muda muitas coisas no mudo, seja em um curto período de tempo ou daqui uma há alguns anos.

 

         Cada pessoa tem seu propósito de vida, assim como cada profissional tem um propósito para o seu trabalho. Quando penso no por que fotografar, me vem em mente um leque de respostas. Não existe um único motivo para ser fotógrafo. Sou autodidata, então enxergo e crio minhas fotografias de uma forma muito fluida e livre, percorro meu olhar pelas cenas, e vou modificando o que acho necessário, e ajusto a iluminação e exploro todos os ângulos até meus olhos se agradem com o que vejo. É como se eu fosse um instrumento da fotografia e não o contrário. E eu quero todas as experiências que isso puder me proporcionar, quero dar espaço para a verdade das vidas das pessoas, quero trazer felicidade e beleza, expor pontos de vista, quero fazer as pessoas se apaixonarem, e quero registrar essa paixão, quero criar desejos, vontades, tocar as pessoas através do olhar e inspirar a mudança. Dessa forma, tudo o que levo para o mundo, se torna satisfatório para mim. É assim que vou me conhecendo, me encontrando e crescendo como pessoa e profissional.

 

         Mas uma coisa é muito importante para mim no meu trabalho. Permitir e encorajar as pessoas a serem e amarem quem elas são. Por isso, em todas as minhas sessões fotográficas busco deixar as pessoas se expressarem com sua verdadeira forma de ser. Ao mesmo tempo aplico isso em trabalhos com marcas e lojas locais da minha cidade, buscando modelos que se conectem com o ideal proposto, permitindo que elas sejam elas mesmas, registrando a verdade de ambas, marca e modelo, permitindo assim uma maior conexão e representatividade com o público que verá essas imagens.

Juiz de Fora - MG | gvenzifotografia@hotmail.com

©2014 todos os direitos reservados a Gabriel Venzi | Criado por GFT